Ciúme normal e ciúme patológico

       O ciúme é tema frequente de muitas questões envolvendo casais. Por isso resolvi falar um pouco sobre o ciúme porque trata-se de um sentimento carregado de fortes aspectos emocionais que infelizmente é muito incompreendido.

 

      Sentir ciúmes faz parte da condição humana, por isso, ao invés de tentar negar que ele exista o ideal é tentar entender porque ele ocorre. Neste caso temos considerado que todas as pessoas envolvidas em um relacionamento em que o ciúme é acima do tolerável, sofrem muito.

 

     Aqui cabe dizer que o ciúme não é necessariamente entre um casal. Pode ocorrer entre irmãos ou grupos de amigos. Geralmente ele fica mais evidente quando envolve um relacionamento afetivo porque este tipo relação possui determinadas regras que podem predispor o surgimento do ciúme por um dos parceiros ou até mesmo por ambos.

 

    Por isso vou enfocar mais nos aspectos do relacionamento afetivo.

 

    Aqui cabe destacar que um pouco de ciúmes faz parte de um relacionamento afetivo

e pode ser positivo. Se uma das partes não sente nem um pouco de ciúme o outro

parceiro/a pode até estranhar e pensar se a pessoa de fato gosta dela. Porque o ciúme

tem uma relação direta em que o parceiro/a com ciúmes está tentando proteger

ou preservar a relação. Este é um mecanismo evolutivo saudável e adaptativo.

 

   Então onde está o problema? Basicamente existem dois tipos de ciúmes negativos. O delirante, em que ocorrem episódios de delírios em circunstâncias em que a pessoa sai da realidade. Neste caso é necessária a intervenção psiquiátrica com a entrada de medicação.

 

   E existe o ciúme patológico, que pode ter vários níveis de intensidade. Esta condição é agravada em pessoas que têm o transtorno obsessivo-compulsivo porque ela pode começar a ter muitos pensamentos intrusivos a respeito do que o parceiro está fazendo, mesmo que ela não queira. Neste caso é necessário a intervenção psiquiátrica com o uso de algum antidepressivo que vai ajudar a pessoa a sair de um quadro de angústia mais aguda e a psicoterapia para ajudá-la a elaborar os próprios pensamentos e sentimentos.

 

   O ciúme patológico é visto pela psiquiatria como uma espécie de paranóia caracterizada por delírios de perseguição e pelo temor imaginário da pessoa estar sendo vítima de uma conspiração. A fronteira entre imaginação, fantasia, crença e certeza se torna muito tênue e imprecisa para a pessoa ciumenta. Estas dúvidas podem se transformar em idéias supervalorizadas e/ou delirantes.

 

  O problema do ciúme é que pessoa ciumenta pode abrir mão do que ela precisa fazer para passar a controlar o que o outro, no caso o parceiro ou parceira está fazendo. Ella pode ficar checando o dia inteiro a página do facebook da pessoa, ligando no trabalho a toda hora, pedindo para alguém espionar o parceiro/a, chegando até a contratar alguém para espionar o marido ou a esposa. Além de ficar consultando a fatura do cartão de crédito, abrir a correspondência, verificar as roupas, o registro de chamadas do celular, dentre outras coisas.

 

  O pior é que às muitas vezes a pessoa não tem nenhuma prova de traição, não tem nada que racionalmente justifique estes sentimentos. São somente os próprios pensamentos dela que geram um quadro de ansiedade tal que ela não consegue lidar com a possibilidade de ser traída ou traído.

 

  Em alguns casos é possível afirmar que uma pessoa ciumenta tem baixa auto-estima e por isso vive insegura sobre perder a pessoa para outra, mas existem casos em que a pessoa tem ciúmes da mãe do parceiro. Ela entende que a relação entre a mãe e filhos é uma relação de amor totalmente diferente, mas mesmo assim não consegue lidar com isso de uma maneira adequada.

 

  Por isso tudo fica claro que uma relação desta maneira se desgasta muito, sendo muito difícil que se mantenha por muito tempo. E para piorar, o parceiro que é acusado de traição pode acabar até traindo por não aguentar a pressão que a relação exerce sobre ele.

 Espero que o artigo tenha sido útil. Se tiver interesse em saber sobre meus atendimentos online entre em contato por email (psi.catalano@gmail.com) que te explico como podemos agendar. Não tenha medo ou vergonha de pedir ajuda.

Aproveito e deixo aqui o link do vídeo que fiz com este tema: https://www.youtube.com/watch?v=8ZegH0KCdZs

Mulher ciumenta

​2019 by Eduardo Catalano